Teatros de Portugal, com reproduções de fotografias de alguns teatros portugueses localizados em cidades e vilas fora de Lisboa, muitos deles já desaparecidos;

Teatros de Lisboa, com reproduções de fotografias e desenhos dos mais importantes teatros de Lisboa, alguns deles também já desaparecidos;

O palco, com reproduções de fotografias de cena de grandes sucessos teatrais;

Os nossos atores, com reproduções de fotografias de retratos de atores, em pose pura e simples ou vestindo o trajo de cena de determinada personagem de espetáculos nos quais se distinguiram. Destaque neste agrupamento para a enorme coleção dedicada à atriz Palmira Bastos, com centenas de postais nas mais diversas personagens, dando nota da grande popularidade desta atriz que permanece praticamente intocável em mais de metade do séc. XX;

Homenagem a Garrett, constituída por um curioso e raro conjunto de postais com reproduções desenhadas destinados a prestar homenagem a esta grande figura do teatro português;

Diversos, com reproduções de temas de teatro, desde plantas a publicidade.

Este género de postal ilustrado começa a ser editado no final do séc. XIX e tem o seu auge nas primeiras décadas do séc. XX entrando, depois, em completo desuso. Curiosamente, nos nossos dias, ressurgiu este tipo de publicação, embora com aspeto gráfico e conteúdos diferentes, sendo hoje encarado como uma das melhores formas de difusão e publicidade massiva, não só de espetáculos de teatro mas também de música, exposições, cinema e outras atividades artísticas.