O conjunto monumental de marionetas, peças únicas, de extraordinária beleza e teatralidade, foi fabricado por José Carlos Barros, com a ajuda de outros artífices, a partir de três metais diferentes e de acessórios e de ferragens como porcas, parafusos e outros, tendo manipulação superior, com cerca de 90 cm. Mestre Lima de Freitas colaborou na criação dos cenários, cujos telões também integram, em fundo, este retábulo.

O conjunto, de grande valor artístico, museológico e documental, constituído por 30 marionetas e 4 telões originais, foi generosamente doado pelo seu criador, o cenógrafo José Carlos Barros, ao Museu Nacional do Teatro em Junho passado. Para além de demonstrar a fantástica criatividade e engenharia do seu criador, enquadra-se de forma notável no espírito, no tempo e na estética de António José da Silva e na forma como os espectáculos originais foram apresentados no Theatro do Bairro Alto no século XVIII.